Herbert Burns (6v, 0d) em mais uma vitória no One FC. Foto: Divulgação.

Herbert Burns (6v, 0d) em mais uma vitória no One FC. Foto: Divulgação.

Campeão de Jiu-Jitsu invicto no MMA, o faixa-preta Herbert Burns gosta de pensar o Jiu-Jitsu como uma pirâmide. Em artigo recente publicado em GRACIEMAG, o lutador do One FC explicou seu raciocínio: é preciso ter uma base muito sólida para que seu jogo não tenha falhas e buracos. Por isso a importância de como você treina nas faixas azul e branca.

A seguir, leia e estude dez dicas do irmão de Gilbert Durinho para você ir mais longe nos treinos. Oss!

1. FOQUE NO BÁSICO. Pense no Jiu-Jitsu como uma pirâmide: a base da pirâmide tem de ser o ponto mais forte, e no Jiu-Jitsu isso são as técnicas básicas. Se você tiver um fundamento forte vai ser muito mais fácil para adicionar técnicas mais complexas e mirabolantes depois. Se você ignorar o básico e perseguir apenas as técnicas mais “plásticas” no início, sua pirâmide vai desmoronar rapidamente.

2. SEJA DISCIPLINADO. Chegar no horário, estar sempre com o kimono limpo e a faixa amarrada são aspectos importantes. Respeite os mais graduados sempre, e o mais importante: não fale na hora em que o seu professor esteja ensinando uma nova posição.

3. SAIBA OUVIR. O iniciante deve ser sempre todo ouvidos, para assim aprender ao máximo com a experiência dos outros. Essa, aliás, é a maneira menos dolorosa de aprender. Escute os erros dos veteranos e não erre onde eles cometeram falhas.

4. PERSEVERE. O início no Jiu-Jitsu é muito desafiante e ardiloso, então você não deve desanimar, já que vai valer a pena. Lembre-se: o faixa-preta é apenas um faixa-branca que não desistiu pelo caminho.

5. EVITE RECLAMAR. O Jiu-Jitsu é duro, podem haver pancadas involuntárias a todo instante, então siga treinando. Você deve ajudar o seu espírito de guerreiro a se desenvolver em todos os rolas, portanto siga em frente e não ligue para eventuais choques durante o treino com os colegas.

6. REPITA SEMPRE. Execute cada posição exaustivamente, fazendo também para os dois lados. Aproveite a repetição para prestar muita atenção aos detalhes – estes acabarão se tornando o pulo-do-gato para sua técnica funcionar.

7. ARRISCAR É PRECISO. Toda vez que o seu professor passar uma posição na aula, tente aplicá-la no rola no mesmo dia. Como faixa-branca, você ainda está na busca de um estilo, então, quanto mais posições você souber, melhor para o seu Jiu-Jitsu.

8. ENTENDA O PORQUÊ. Sempre pergunte, ao final do treino, o que você está errando em determinada posição, ou como seu oponente conseguiu certa vantagem ou finalização em você. Seu professor e os colegas mais experientes vão adorar mostrar uma solução para você. Sempre busque o porquê, e esforce-se para evitar o erro na próxima vez.

9. PISE NO SEU EGO. Mesmo que você seja uma pessoa grande ou forte fisicamente, você será invariavelmente dominado por um oponente bem mais leve, então mantenha a mente aberta e não se frustre com isso. Perceba que esse é justamente o poder do Jiu-Jitsu. Evite, ainda, resistir a finalizações “encaixadas”, já que a chance do valentão se machucar é extremamente elevada. Não tenha vergonha de dar os três tapinhas.

10. JIU-JITSU ENSINA A VIVER. Use o Jiu-Jitsu como plataforma de vida, desenvolva seu espírito de guerreiro e faça na vida como você faz no Jiu-Jitsu. Por exemplo, depois que você perde no treino, você cumprimenta o oponente e continua a rolar. Assim também deve ser na sua vida –  decepções e desilusões vão sempre existir, basta você continuar a tentar, assim como no Jiu-Jitsu, e a vitória virá mais cedo ou mais tarde.”

Para ler todo mês artigos como este e turbinar seu Jiu-Jitsu, leia GRACIEMAG.

Source: GracieMag